Teresópolis imuniza cerca de 7 mil idosos e profissionais de saúde no 1º dia da Campanha Contra a Gripe

Vacinação será retomada na quinta, 26, com chegada de novo lote de doses que será enviado pelo governo do estado 

A Prefeitura de Teresópolis informa que imunizou cerca de 7 mil idosos somente nesta segunda-feira, 23, primeiro dia da Campanha Nacional Contra a Gripe. Devido à grande procura pela vacina no posto montado na Praça Olímpica, no centro, e nas unidades de saúde, a campanha será retomada na quinta, 26, com a chegada das doses do 2º lote que será enviado pelo estado na quarta, 25. Além dos idosos, os profissionais de saúde também estão inseridos no primeiro grupo a ser imunizado.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que na quinta dará continuidade à vacinação dos idosos na faixa etária a partir dos 75 anos. Será elaborado novo cronograma para as demais faixas etárias e grupos a serem imunizados.

Além disso, a Secretaria de Saúde informa que os telefones para agendamento domiciliar da vacina contra a gripe estão sobrecarregados pelo grande número de chamadas. Não é preciso urgência para agendamento. O serviço, que retornará na próxima segunda, 30, será realizado até dia 15 de abril e todas as demandas serão atendidas.

Locais

Foi criado um calendário que separa o público-alvo por faixa etária e montado um posto na Praça Olímpica Luís de Camões, no centro da cidade, que funciona das 10h às 17h no sistema de drive-thru, ou seja, os idosos não saem de seus carros para serem imunizados.

Os 17 PSF´s e Unidades básicas de saúde, na cidade e no interior, terão atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h. Os PSF’s de Fonte Santa, Meudon e do Rosário, que fazem parte do programa Saúde na Hora, funcionarão em horário estendido, das 8h às 19h e sábados das 8h às 17h.

Uso de luvas na vacinação

A Secretaria de Saúde pontua que não existe nenhuma obrigatoriedade quanto ao uso de luvas para vacinas. Os manuais de prática de vacinação não propõem o uso. O manual do Ministério da Saúde também não faz menção ao uso de luvas. O procedimento obrigatório é a higienização das mãos antes e depois de um atendimento com lavagem das mãos e uso de álcool gel. Prática que está sendo respeitada.