Relatório Hidrometeorológico – Janeiro e Fevereiro/2017

Compartilhar:

Sumário Executivo

Em dezembro de 2016 os maiores volumes de chuva se concentraram na região Serrana do estado do Rio de Janeiro, devido à atuação de frentes frias e áreas de instabilidade que, associadas aos efeitos de topografia, favoreceram a formação de tempestades e chuvas mais significativas. Os modelos de previsão estendida indicam que para Fevereiro/2017 os acumulados de chuva ficarão 40 % abaixo da climatologia no decorrer do mês em grande parte do estado do Rio de Janeiro.

A expectativa de chuva abaixo da climatologia para o mês de fevereiro acontece diante de um cenário de anomalias negativas de temperatura do mar sobre o Pacífico equatorial apontado pelos modelos de previsão climática sazonal, o que indicaria a ocorrência da fase fria do fenômeno ENOS (La Niña) durante o trimestre dezembro-janeiro-fevereiro. A análise probabilística de ocorrência de episódios ENOS também indica que no trimestre dezembro-janeiro-fevereiro a maior probabilidade é de que haja um fenômeno La Niña, porém, para o trimestre janeiro-fevereiro-março a fase neutra seria a mais provável.

========================================
Sistema de Alerta de Cheias
Centro de Informação e Emergências Ambientais
Instituto Estadual do Ambiente
e-mail: alertadecheias@gmail.com
phone: 55 21 2334-9307
alertadecheias.inea.rj.gov.br
========================================

[pdf-embedder url=”https://www.teresopolis.rj.gov.br/wp-content/uploads/2017/02/RelatórioHidrometeorológico_JanFev-2017.pdf”]