Regularização das feiras agrícolas

Regularização das feiras agrícolas
Durante a reunião, os agricultores deram depoimentos sobre o trabalho realizado nas feiras ‘Vem pra Roça’ e ‘Agroecológica’
Durante a reunião, os agricultores deram depoimentos sobre o trabalho realizado nas feiras ‘Vem pra Roça’ e ‘Agroecológica’

Membros do Conselho M. de Desenvolvimento Rural Sustentável e produtores rurais entregaram ao Governo Municipal, nesta quarta, 13, a minuta do Decreto que tem o objetivo de normatizar as feiras ‘Vem pra Roça’ e ‘Agroecológica’ de Teresópolis. A reunião contou com a presença de diversos presidentes de associações de moradores de localidades do interior.

O Secretário Municipal de Agricultura, Beto Rosa, que também é presidente do conselho, destacou a importância da iniciativa. “O objetivo é dar amparo legal para a realização das feiras da agricultura familiar e orgânica. O Governo Municipal recebe esta minuta com imensa satisfação e vai emitir parecer com relação à regulamentação do Decreto”.

O Circuito de Feiras da Agricultura Familiar ‘Vem pra Roça’ é uma atividade que conta com o apoio da Prefeitura e da Emater. Iniciado em abril desde ano, o projeto funciona toda quarta, na Praça Governador Portella, ao lado da Prefeitura, e aos sábados na Praça Maria Corina Paim, na Barra, sem perder sua característica itinerante.

A qualidade, variedade e bons preços dos produtos chamam a atenção dos clientes, que podem comprar legumes, hortaliças e frutas da agricultura convencional e orgânica, além de ovos de galinhas caipiras, pães, bolos e artigos de artesanato. “Normatizar as feiras é um anseio dos pequenos agricultores, que têm a oportunidade de vender diretamente para os clientes”, frisou a engenheira agrônoma Monique Lopes Pereira Silva, do Escritório Local da Emater.

Já a Feira Agroecológica acontece há seis anos, toda quarta e sábado, das 8h às 12h, em espaço, na Rua Tenente Luiz Meirelles, próximo à Rodoviária, na Várzea. “Elaboramos a minuta com cuidado e empenho e esperamos que esse projeto seja referendado”, comentou o coordenador da Associação Agroecológica de Teresópolis, Hugo Cerqueira.

Entre os produtos comercializados estão hortaliças, legumes, raízes, frutas, doces, suco de frutas e clorofila e também artesanato. A agricultura orgânica não utiliza agrotóxicos, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos.

De acordo com a Emater, Teresópolis conta com cerca de 3.500 agricultores familiares atuando nas atividades de olericultura e fruticultura, produção de plantas medicinais, aromáticas e ornamentais, criação de animais e no artesanato.

Fotos: Marcelo Roza

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: