Proteção e Bem-estar Animal: censo para futura castração de cães e gatos começa pelo Fischer e o Rosário

A Coordenadoria de Proteção e Bem-estar Animal (COPBEA), vinculada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, iniciou pelos bairros Fischer e Rosário um levantamento para identificar donos de cães e gatos, verificar as condições de saúde dos animais e orientar sobre posse responsável. O Censo será realizado em todo o município.

 Dois agentes identificados por crachás entrevistam os moradores, perguntando se têm interesse em castrar seus animais. Caso se enquadrem no perfil de baixa renda, os interessados têm seus nomes anotados para inclusão no programa de castração gratuita, da Secretaria Municipal de Saúde.

 “Além disso, a Prefeitura elabora termo de cooperação técnica com o curso de Veterinária do Unifeso (Centro Universitário Serra dos Órgãos) para ampliar a campanha de castração gratuita. A ação é voltada para as pessoas sem condições financeiras de pagar pela cirurgia de seus animais de estimação”, explica Jackson Muci, coordenador da COPBEA.

 Os animais comunitários e as pessoas que cuidam deles também são identificados para que, em caso de inclusão no programa de castração, o poder público tenha conhecimento de quem cuidará deles após a cirurgia de castração.

Censo completo

Os agentes da COPBEA também procuram saber se os animais foram adotados, resgatados ou comprados, as idades e se já foram vacinados contra a raiva animal. Explicam ainda sobre as vacinas que não são obrigação do município, como a chamada V8, que previne contra oito doenças que podem levar os cães à morte, e a Quíntupla, que imuniza os gatos contra cinco doenças.

 A vacinação gratuita de cães e gatos contra a raiva animal acontece de segunda a sexta, em dois locais: das 8h às 9h, na Secretaria de Saúde (Rua Júlio Rosa, 366, na Tijuca), e das 9h às 13h, no Centro de Triagem Animal (Canil), instalado na altura do Km 75,5 da Estrada Rio-Bahia, ao lado do Aterro Sanitário do Fischer.

 Projeto social do Unifeso

Durante o censo, quando os agentes identificam cães e gatos doentes, eles orientam os proprietários sem condições financeiras para bancar o tratamento a se inscrever no projeto social da clínica veterinária do Unifeso, na Prata. O cadastramento é feito pelo telefone (21) 2743.5302.

 De acordo com a clínica veterinária, o atendimento é marcado de acordo com espaço na agenda, com consulta ambulatorial gratuita e exames simples, como de sangue e de ultrassonografia. Tratamentos complexos, que demandarem exames complementares ou medicamentos, serão avaliados.

 “Cumprindo o compromisso da Gestão Municipal com a causa animal, estamos produzindo folheto para distribuir para a população, com orientações sobre posse responsável, vacinação, alimentação adequada, cuidados de higiene, consequências do abandono e maus-tratos. Tais informações estão disponíveis no site https://teresopolis.rj.gov.br/copbea/”, conclui Jackson Muci.

Fechar Menu
Skip to content