PROJETO ‘QUARTAS AMBIENTAIS’ DÁ PONTAPÉ NA RETOMADA DAS AÇÕES DE ECONOMIA SOLIDÁRIA EM TERESÓPOLIS

PROJETO ‘QUARTAS AMBIENTAIS’ DÁ PONTAPÉ NA RETOMADA DAS AÇÕES DE ECONOMIA SOLIDÁRIA EM TERESÓPOLIS
O palestrante Antonio Oscar Vieira, da UFRJ, e o secretário de Meio Ambiente, Raimundo Lopes

O desafio de retomar as políticas públicas de fomento à economia solidária em Teresópolis foi o destaque da palestra mensal do ‘Quartas Ambientais’, projeto da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A economia solidária propõe a união de pessoas na realização de atividades econômicas centradas na valorização do ser humano, no respeito ao meio ambiente e no consumo consciente. É uma alternativa de trabalho e renda que tem como uma das bases a inclusão social.

Realizado nesta quarta (21), o encontro reuniu representantes de organizações ligadas à economia solidária, como da Associação Agroecológica de Teresópolis, dos projetos Nosso Lixo tem Valor e de Coleta Seletiva de Óleo Vegetal, da Rede Brasilidade Solidária, bem como do 16º Grupamento de Bombeiro Militar, da UERJ e da Fiocruz.

Teresópolis está avançado neste setor em relação a outros municípios, pois tem uma lei de fomento à economia solidária e que cria o Fundo e o Conselho Municipal. Mas esses instrumentos não são válidos se o movimento da economia solidária não estiver organizado. Percebo o interesse do poder público para que as ações sejam retomadas, e a universidade está disposta a dar a sua contribuição”, enalteceu o palestrante, professor Antonio Oscar Peixoto Vieira, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), se referindo à Lei Municipal 3.068/2012.

Segundo Raimundo Lopes, Secretário de Meio Ambiente de Teresópolis, algumas ações estão sendo avaliadas junto às secretarias de Trabalho, Emprego e Economia Solidária e de Agricultura. “O Prefeito Vinicius Claussen é favorável à iniciativa e a sociedade pode contribuir cobrando a continuidade das ações”.

Marcelo Guimarães, do Departamento de Saneamento Ambiental, da Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz, aprovou a realização do Projeto ‘Quartas Ambientais’. “Essas palestras são muito importantes para que determinadas tecnologias e modelos de gestão inovadores, que causam menos impactos ao ambiente e que unem aspectos sociais, sejam informadas à sociedade. É uma forma de transformar a nossa realidade”, concluiu.

Fotos: Lipe Nascimento

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: