Projeto ‘Cultura de Raiz’ em homenagem aos 126 anos de Teresópolis esquenta o palco e a plateia da Casa de Cultura

Projeto ‘Cultura de Raiz’ em homenagem aos 126 anos de Teresópolis esquenta o palco e a plateia da Casa de Cultura
Projeto ‘Cultura de Raiz’ em homenagem aos 126 anos de Teresópolis esquenta o palco e a plateia da Casa de Cultura

Realizada na manhã deste domingo, 2 de julho, a edição especial do projeto ‘Cultura de Raiz’, na Casa de Cultura Adolpho Bloch, em Araras, em homenagem aos 126 anos da cidade de Teresópolis. O público acompanhou a apresentação dos músicos, com sua costumeira empolgação e vontade de tocar mais, com um repertório variado de música brasileira de raiz, de vários sotaques.

Ivanil Rezende atacou com seu clássico “O Velho é Bom!”, que dá nome ao seu CD, e depois emplacou um “Faz de Conta” e “Tesouro”. Logo a seguir, o assoalho foi devidamente “rasgado” pelo forró “arretado” de Félix do Forró & Trio, formado por Genaro, Tião e Aldemir. As músicas “Vou Beber Até Cair” e “Meu Fusquinha”, com Clotilde no pandeiro, esquentaram o ambiente, junto com o café e os quitutes oferecidos pelo Supermercado Multi Market e a Pousada Terê Parque. Café da manhã dançante!

Crésio da Vila foi o próximo, acompanhado por Zé Luís na zabumba, Edson Rosa no acordeão, Julicão no pandeiro e Clotilde na segunda voz. E a raiz se aprofundou mais ainda com Amado Rodrigues, que tocou as tradicionalíssimas “Canarinho Cantador” e “Adeus Meu Rio Grande”.

Zé Lopes também contou com o auxílio luxuoso de Edson Rosa, num duo de sanfoneiros, além de Julicão, Zé Luís e a onipresente Clotilde. A seguir, outro Zé, o Rodrigues, com “As Águas do São Francisco” e “Sementinha”. Eis que surge no palco Zé Futrica vestido de palhaço. No intervalo do show, a apresentadora Nara Zeitune fez um comunicado importante: a próxima edição do “Cultura de Raiz”, em homenagem ao Mês do Folclore, em agosto, será filmada para ser exibida na TV.

O forró e o humor tomaram conta do palco na apresentação de Eraldo e Edson Rosa, outro duo de sanfonas, com o palhaço Zé Futrica. No encerramento da edição do projeto, os músicos subiram ao palco, tocando e cantando “Asa Branca”, imortalizada por Luiz Gonzaga, em homenagem ao aniversário de Teresópolis. Um “gran finale de raiz”.

Texto: Ney Reis/Secretaria de Cultura
Fotos: Jorge Maravilha/AscomPMT

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: