I Copa Tere-Summer de Jiu-Jítsu atrai público ao Pedrão

Compartilhar:

Mais de 400 atletas de várias regiões participaram das provas

Com o apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Esportes, mais um evento agitou a cidade neste domingo, 12. Realização de Roger Takayas e eventosdelutas.com.br, a I Copa Tere-Summer de Jiu-Jítsu aconteceu no Ginásio Pedrão e atraiu o público para ver a participação de mais de 400 atletas de todas as categorias, pesos, faixas e idade. O evento reuniu lutadores das cidades de Teresópolis, Volta Redonda e dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo.
Mais uma vez, o secretário de Esportes, Luiz Otávio Oliveira, valorizou a parceria público-privada. “Nossa política tem o foco de reforçar e expandir continuamente o esporte de caráter educacional, como o Jiu-jítsu, garantindo assim o acesso a todos e benefícios que vão além da boa forma física. Espero que cada vez mais parceiros privados façam parte dessas iniciativas, pois é muito melhor ter uma criança dentro de um ginásio do que na rua. Juntos, aumentamos nosso potencial e alcance”, destacou Luiz.

Para o organizador do evento, Roger Takayas, o incentivo do governo também é de suma importância para a divulgação dos esportes em geral. “Quero agradecer à Prefeitura, através da Secretaria de Esportes, que abraçou a nossa causa e vem sempre nos ajudando em tudo que pode. Sem a colaboração do governo seria muito difícil realizar eventos desse porte”, declarou Takayas.

Com 14 anos, Caio Castex, de Teresópolis, falou o que aprendeu com o Jiu-jítsu. “Acho muito importante essas competições, porque enquanto o atleta está lutando aqui, ele deixa de brigar na rua. O jiu-jítsu me ensinou valores como ter disciplina, ficar de cabeça fria e não brigar na rua, só no caso de me defender. E o Pedrão é um lugar excelente, grande, tem espaço suficiente pra gente montar os tatames”, disse o menino.

Treinando há nove anos e com apenas 13 de idade, Bruno de Souza Pereira já coleciona vitórias. “Apesar da pouca idade já me sinto realizado com o Jiu-jítsu. Hoje tenho patrocínio, almoço fora todo dia, faço curso de inglês e espero no futuro me tornar um instrutor e dar aulas fora do país”, comentou Bruno.

Texto: Gisele Barreto
Fotos: Jorge Maravilha

no images were found