Prefeitura e Escola de Música Villa-Lobos iniciam implantação de polo em Teresópolis

Prefeitura e Escola de Música Villa-Lobos iniciam implantação de polo em Teresópolis

Reunião entre representantes da Secretaria de Cultura da PMT e da Escola de Música Villa-Lobos,
do Rio de Janeiro, sela o início da implantação do polo da entidade em Teresópolis
 

Portando um exemplar do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, Gláucia Sundin, assessora da direção da Escola de Música Villa-Lobos, e Leandro Gregório, coordenador de Polos Avançados da entidade, subiram a Serra nesta quinta-feira, 3, para sua primeira reunião de trabalho com a equipe da Secretaria Municipal de Cultura de Teresópolis e a futura diretora do polo da Villa-Lobos na cidade, Célia Seabra. A edição do D.O. trazia publicada a assinatura do convênio entre a prestigiada escola de música do Rio e a Prefeitura de Teresópolis. 

Antes da reunião, os dois foram recebidos pelo Prefeito Mário Tricano em seu gabinete. O prefeito demonstrou satisfação com a concretização de um sonho dos músicos da cidade. Os representantes da Villa-Lobos falaram sobre a importância para a Região Serrana de um núcleo como este. Acompanhados do secretário Municipal de Cultura, Márcio de Paula, Gláucia Sundin e Leandro Gregório estiveram no Centro Cultural Bernardo Monteverde, no Alto, onde será instalado o polo da Villa-Lobos, com previsão de início das atividades para março. E gostaram do que viram. 

“O espaço é sensacional, com salas amplas. É perfeito para abrigar um dos nossos polos”, afirmou Gláucia, que veio também representando a Secretaria Estadual de Cultura e a Funarj — Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro. 

O secretário Márcio de Paula compartilha o entusiasmo de Gláucia Sundin. “O espaço vai precisar de algumas adaptações para ficar ainda melhor, mas senti que eles ficaram empolgados e eu também estou”, afirmou Márcio. Segundo ele, esta primeira reunião foi basicamente sobre aspectos administrativos e burocráticos, mas já se falou dos instrumentos musicais necessários (as doações continuam), módulos profissionalizantes, cursos para a Terceira Idade e um módulo inicial para crianças entre 8 e 12 anos.

 Sundin e Gregório revelaram que participarão da seleção dos professores do polo e que o papel da Villa-Lobos no processo é trazer sua “expertise” e o apoio didático para a filial teresopolitana. “Temos na sede do Rio muitos alunos da Região Serrana. Daí a importância de se abrir aqui um polo como este, para que o músico não precise viajar para estudar. Vai ser positivo para a região e para a cidade”, afirmou Leandro Gregório. 

Segundo ele, esta foi apenas a primeira de muitas reuniões. “Mas o processo de seleção de professores e alunos já poderá acontecer nos próximos 15 a 20 dias”, revelou. Ficou acordado na reunião que todos os cursos serão gratuitos — uma marca da Villa-Lobos desde sua criação no Rio de Janeiro, em junho de 1952 — e que haverá uma pré-inscrição para os candidatos a alunos, que poderão, após aprovados nesta pré-seleção, ser escolhidos por “sorteio ou ordem de inscrição”, como explicou Gregório. 

Além de Márcio de Paula, Gláucia Sundin e Leandro Gregório, participaram da reunião a subsecretária de Cultura de Teresópolis, Cléo Jordão Rezende, e a conselheira estadual de Cultura Nara Zeitune, que também integra a equipe da Secretaria de Cultura da PMT. 

Futura sede do polo teresopolitano da Escola de Música Villa-Lobos, o Centro Cultural Bernardo Monteverde fica na Av. Oliveira Botelho, 210, sobreloja, Alto, Teresópolis (telefone: 21- 3642-1061). 

Texto: Ney Reis
Fotos: Ascom/PMT

Comente:

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: