Prefeitura e entidades de fomento do setor agrícola estudam a criação do Banco de Alimentos Municipal de Teresópolis

Com o objetivo de criar o Banco de Alimentos Municipal de Teresópolis, representantes das  secretarias de Desenvolvimento Social e de Agricultura, da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Emater-Rio, Ceasa e Unacoop (União das Associações e Cooperativas de Pequenos Produtores Rurais do Estado do Rio de Janeiro) se reuniram nesta quarta, 7, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Representantes do Sindicato dos Produtores Rurais, do Sindicato dos Produtores Rurais Familiares, da Cooperativa de Produtores de Vieira e da Associação Agroecológica também participaram do encontro. Durante a reunião foram sugeridas formas de aumentar as oportunidades de compras para os produtores rurais do município no Ceasa e na Conab.

Uma das iniciativas é a criação do Banco de Alimentos Municipal de Teresópolis, com a adoção da metodologia a Compra com Doação Simultânea, da Conab.

Compra com Doação Simultânea

Uma das maneiras de promover a articulação entre a produção da agricultura familiar e as demandas locais de suplementação alimentar, além fomentar o desenvolvimento da economia local, é a Modalidade Compra com Doação Simultânea, um dos programas da Conab. 

A iniciativa tem a função de estimular a produção da agricultura familiar, apoiando a comercialização por meio da aquisição de alimentos para doação às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, atendidas por entidades socioassistenciais, e abastecendo equipamentos públicos de alimentação e nutrição – restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos.

Os alimentos adquiridos são doados às entidades da rede socioassistencial (tais como: Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), Centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centros POP), equipamentos que ofertem o serviço de acolhimento e entidades de assistência social), aos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional (restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos) e, à rede pública e filantrópica de ensino.

A próxima reunião do grupo está prevista para o final deste mês, com data e local serem definidos.

 

Fechar Menu
Skip to content