Polo Gastronômico de Teresópolis se reúne para discutir projetos de incentivo à região

Polo Gastronômico de Teresópolis se reúne para discutir projetos de incentivo à região

Empresários do ramo da gastronomia, aliados ao programa Sebrae na Mesa, se reuniram nesta quarta-feira (19) para discutir a elaboração de projetos do Polo Gastronômico de Teresópolis que visam impulsionar o desenvolvimento econômico da cidade. As ações têm o objetivo de estimular o turismo, a cultura e o comércio da região, através da boa mesa. Além dos gestores comerciais, o encontro contou com a participação da analista técnica do Sebrae Teresópolis, Cristina Andriolo e do professor do curso de Turismo da UERJ, Marcelo Sotratti.

Dentre os vários assuntos pontuados, a estrela da pauta foi o Festival Gastronômico de Natal. As metas e diretrizes do Polo são definidas em conjunto entre Poder Público Municipal e sociedade organizada, sempre dentro da política de geração de trabalho e renda e de fortalecimento das empresas e indústrias do município.

Já o projeto Sebrae na Mesa, da Coordenação de Alimentos do Sebrae/RJ atende mais de 1300 empresas em todo o Estado do Rio de Janeiro com soluções empresariais para fortalecer a capacidade produtiva, comercial e promocional da gastronomia fluminense.

Segundo Elizabeth Mazzi, proprietária do Restaurante Manjericão, dois segmentos em especial vêm aproveitando para estreitar relacionamentos e formar boas parcerias: gastronomia e hotelaria. “Isso é muito bom. A velha máxima aqui é verdadeira, a união faz a força. Existe um interesse mútuo em melhorar a cidade e a gastronomia é muito forte dentro da cultura teresopolitana e isso se torna um atrativo também para o turista que vem sabendo que aqui ele vai encontrar uma rede de serviços de alto nível”, afirmou.

Do Don Phillipe, Vânia Baddini participa do Polo desde sua formação e falou sobre a importância da unidade empresarial. “É a união dos empresários que faz com que tudo aconteça, na intenção de se fazer uma Teresópolis melhor. E com a parceria da Prefeitura e da UERJ os projetos ganham força”, sinalizou a dona do restaurante.

Gerente-proprietária das churrascarias, Novilho de Ouro e Varietá Grill, Rosiane Silva Santos também acredita que ser parceiro ajuda a difundir mais a região como um todo, fomentando clientes para a rede hoteleira, restaurantes e comércio em geral. “São nesses encontros, trocando ideias, que descobrimos as fraquezas e fortalezas dos negócios, melhorando cada vez mais os serviços. Isso nos fortalece e fica mais fácil para desenvolvermos projetos juntos”, declarou a empresária.

O Polo de Teresópolis conta hoje com cerca de 30 empresários dos ramos da gastronomia, hotelaria, turismo e cultura.

Texto: Gisele Barreto
Fotos: Jorge maravilha

Comente:

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: