Pessoas atendidas pela Associação Beneficente Sopão recebem cuidados de saúde do Projeto ‘Consultório na Rua’

Levar atendimento de saúde à população em situação de rua é o objetivo do ‘Consultório na Rua’. Lançado nesta quarta-feira (17), pela Secretaria de Saúde de Teresópolis, o projeto levou os primeiros serviços à clientela atendida no abrigo da Associação Beneficente Sopão, no Bom Retiro. Atualmente, o Sopão atende cerca de 80 a 100 pessoas diariamente, no almoço e jantar.

“Com determinação do Prefeito Vinicius Claussen para ser colocado em prática o mais breve possível, o projeto foi aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde. Levaremos atendimento integral à saúde a pessoas em vulnerabilidade social, como as que estão em situação de rua e aquelas com vínculos familiares interrompidos ou fragilizados. Caso seja detectada alguma doença, o paciente será encaminhado para uma unidade de referência de acordo com a patologia, e terão acompanhamento”, explicou o secretário de Saúde, Henrique Vasconcellos.

Aplicação das vacinas tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola), DT (contra tétano e difteria) e Hepatite B, testes rápidos de Infecções Sexualmente Transmissíveis e de HIV, medição de glicemia capilar, aferição de pressão arterial, distribuição de kits com escova e pasta de dente e de preservativos foram alguns dos cuidados oferecidos por uma equipe multidisciplinar.

Enfrentando a situação de rua pela primeira, o padeiro desempregado Roberto, de 38 anos, foi um dos atendidos. “É muito bom ter esse acolhimento, é o que está me fortalecendo nesse momento difícil da minha vida”, relatou ele, que foi encaminhado ao abrigo pela Secretaria de Desenvolvimento Social.

O projeto

O ‘Consultório na Rua’ cumpre a Política Nacional de Atenção Básica, do Ministério da Saúde, e é realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. A equipe multidisciplinar é formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e psicólogo e fica baseada na Unidade de Saúde da Família do Rosário.

“O trabalho será realizado uma vez por semana, de forma itinerante, para localizar pessoas em situação de rua em praças e vias públicas e captá-las para atendimento. Esse público será cadastrado e terá ficha com diagnóstico de saúde”, adiantou o coordenador do projeto, Lino Felippe.

Integração social

A Secretaria de Desenvolvimento Social atende a população em situação de rua através do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), onde a equipe mantém ações contínuas. Como não existe abrigo público no município, essas pessoas são encaminhadas ao abrigo da Associação Beneficente Sopão, após triagem feita pelo CREAS.

Através do Grupo Reintegra, é feito trabalho de ressocialização para recuperação dos vínculos familiares. Também são realizados encaminhamentos para tratamento de saúde e para o SINE, para retirada de segunda via de documentação e auxílio para inserção no mercado de trabalho.

Outros postos de atendimentos sãos os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) Alto, Barroso, Fischer, Meudon e São Pedro.

Fotos: Jorge Maravilha

Fechar Menu
Skip to content