PALESTRAS E EVENTOS MARCAM OS ‘16 DIAS DE ATIVISMO – PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES’

A Prefeitura de Teresópolis, por meio da Secretaria dos Direitos da Mulher e com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, a Prefeitura vai realizar entre os dias 25 de novembro (Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher) a 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos) uma programação especial para marcar o movimento ’16 Dias de Ativismo – Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres’.

Neste período uma série de palestras sobre o tema vai acontecer em diversos locais, como os CRAS Meudon, São Pedro, Barroso, Fischer e o CRAS volante da Fazenda Ermitage.

Além desses espaços, no dia 28 (quarta-feira), o público poderá acompanhar uma preleção sobre “Inteligência Financeira para Mulheres” no CEAC (Centro de Atividades Comunitárias da Paróquia de Santa Teresa), no Centro. E no dia 5 de dezembro, o tema abordado será “Mulher em Ação”, na Casa de Portugal, na Várzea.

Histórico dos 16 Dias de Ativismo

Os 16 dias de ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, segundo a ONU Mulheres Brasil.

No Brasil, a Campanha ocorre desde 2003 e é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois incorporou o Dia da Consciência Negra, de acordo com a Procuradoria Especial da Mulher. A mobilização termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Cerca de 150 países participam da campanha.

A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, assassinadas em 1960 por fazerem oposição ao governo do ditador Rafael Trujillo, que presidiu a República Dominicana de 1930 a 1961, quando foi deposto.

Confira a programação

Dia 04/12

Fechar Menu
Skip to content