Organização Internacional para as Migrações apresenta o programa ‘Oportunidades’ em Teresópolis

Organização Internacional para as Migrações apresenta o programa ‘Oportunidades’ em Teresópolis
Compartilhar:

Objetivo é a integração econômica de migrantes vulneráveis

Teresópolis, 14 de dezembro de 2020 – Iniciativa da Organização Internacional para as Migrações (OIM/ONU) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), o programa ‘Oportunidades’ foi apresentado nesta segunda, 14, no Teatro Municipal, na Prefeitura. O programa é voltado para o apoio ao processo de integração econômica de migrantes vulneráveis no Brasil por meio de parcerias entre poder público e iniciativa privada.

O encontro contou com a participação dos secretários e de servidores das secretarias de Desenvolvimento Social e de Trabalho, Emprego e Economia Solidária. “Esse conhecimento sobre a migração vai nos ajudar no dia a dia na receptividade dessas pessoas. Precisamos lidar com os estrangeiros que estão e os que virão para o Brasil tanto na questão social quanto na questão do trabalho também”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Social, Marcos Jaron.

Lucas Guimarães, secretário de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, frisou o empenho do governo municipal para que todo cidadão seja acolhido. “O Prefeito Vinicius Claussen sempre destaca que todas as ações da gestão devem ser voltadas para o cidadão que reside em Teresópolis, tendo ele nascido ou não na cidade. Então tudo o que a Prefeitura puder fazer para melhorar e recepcionar essa pessoa, será feito”.

Durante o encontro, o coordenador do programa, Diogo Felix, fez uma breve apresentação sobre a história da OIM, que tem 173 estados membros e mais de 400 escritórios distribuídos pelo mundo, sendo cinco no Brasil. A organização está comprometida como princípio de que a migração segura, ordenada e digna beneficia os migrantes e as sociedades de acolhida.

“O programa possui quatro eixos de atuação, voltados para treinamento e capacitação, fomento ao empreendedorismo, inserção laboral e informação sobre direitos. Por exemplo, na parte de treinamento e capacitação, oferecemos, em sistema de parceria, mais de 300 cursos”, destacou o coordenador, que estava acompanhado da colaboradora da OIM, Jéssica Maia.

Diogo Felix também falou sobre a plataforma ‘MigraCidades: Aprimorando a Governança Migratória Local no Brasil’, ferramenta de capacitação voltada para o setor público. A plataforma oferece capacitação para os governos locais verificarem a abrangência de suas políticas migratórias, bem como identificarem potenciais políticas a serem desenvolvidas em benefício dos migrantes e das comunidades de acolhida. No final, o município recebe um selo de certificação da ONU comprovando que participaram com sucesso em todas as etapas do processo. Servidores da Prefeitura serão inscritos para participar da capacitação ‘MigraCidades’.

Fotos: Bruno Nepomuceno