Lutas de alto nível marcam a Copa Selva 4 de Jiu-jítsu

Lutas de alto nível marcam a Copa Selva 4 de Jiu-jítsu

Atletas bem preparados, confrontos de alto nível técnico e público animado. Assim foi a Copa Selva 4 de Jiu-jítsu, realizada no último sábado, dia 13, no Clube Bom Retiro. Seguindo formato de lutas casadas, a competição recebeu cerca de 100 lutadores, os principais campeões de Teresópolis e de outras cidades do Rio de Janeiro.

A disputa foi organizada pelo Terê Fight Eventos, com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. “Essa copa nasceu no coração do professor Bruno Rezende e do Mestre Cromado, que na época nos chamaram para abraçar essa ideia, que é sucesso de público, de lutas e só tem a crescer. A Secretaria de Esportes apoiou a competição e buscou o patrocínio de empresários para a premiação. Esse é o nosso quarto grande evento de jiu-jítsu”, comemorou o secretário Luiz Otávio Oliveira.

O organizador Bruno Rezende, do Team Cromado, comemorou o sucesso da competição. “Trouxemos atletas de alto rendimento para participar, um presente para o jiu-jítsu na cidade. A Secretaria de Esportes prestou todo o apoio possível, e o sucesso foi o ginásio lotado. Essa é a resposta que podemos dar para a evolução do esporte”, comentou.

O campeão mundial Mestre Cromado, que atualmente mora em Abu Dhabi, marcou presença no evento, criado para dar oportunidade aos atletas de projetos sociais. “A intenção é valorizar essa galera dos projetos sociais, que treina todo dia e às vezes não tem oportunidade de lutar num campeonato de confederação. Por isso foi criada a Copa Selva, para mostrar esses atletas ao público, pois acreditamos que nas comunidades tem muitos talentos”, relatou.

Talentos de casa

O projeto social Lutando pelo Bem, do bairro Granja Guarani, em Teresópolis, levou 9 atletas para a competição. “São combates difíceis, porque são lutas casadas e, às vezes, o peso não bate. Mas o desempenho foi ótimo”, enalteceu o Mestre Dudu Lipe.

Com 11 anos de idade, o faixa amarela Ronan Queiroz, do Lutando pelo Bem, foi medalha de Ouro em sua categoria. “É uma sensação muito boa subir no pódio. A luta foi difícil, mas o professor Dudu me ensina bastante estratégia e eu venci”.

A colega de projeto, Maria Luiza Oliveira, faixa amarela grau 1, também conquistou o Ouro. “Com um professor que super nos apoia, a gente sempre consegue chegar onde quer, é só treinar e se dedicar”. O faixa azul Mateus Ramos conquistou a medalha de Prata. “Lutei numa categoria acima da minha, com um atleta duríssimo. Agora é focar nos treinos ao máximo e ‘meter a cara’ no próximo evento”.

Convidados

Medalhas de Ouro em suas categorias na Copa Selva 4, os atletas Geifferson Santos e Matheus Galacio, da academia Nova União, vieram de Campos dos Goytacazes para participar da competição. “A sensação é muito prazerosa. Viemos de longe, demos o nosso melhor e saímos campeões”, comemorou o faixa azul Matheus.

O colega Geifferson também vibrou. “Disputei um campeonato internacional em Curitiba e não obtive o resultado esperado. Fiquei frustrado, parei um pouco de treinar, mas voltei com tudo. Agora vou disputar o Brasileiro. Por isso essa Copa foi importante pra mim. Gostei muito da recepção que tivemos, com atletas também de alto nível”, avaliou.

Pai de Matheus, Clodoaldo Galácio acompanhou os dois atletas e parabenizou a atuação dos jovens. “Para mim os dois são meus filhos e as medalhas que eles conquistaram foram meu presente pelo Dia dos Pais. Que possamos voltar e obter bons resultados”, concluiu, orgulhoso.

Fotos: AscomPMT

Comente:

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: