Gestão municipal apresenta planejamento da retomada da economia e métricas condicionantes

O Prefeito Vinicius Claussen apresentou nesta quinta-feira (30/04), numa transmissão ao vivo pelo canal do Facebook da Prefeitura de Teresópolis, o ‘Planejamento Responsável do Retorno das Atividades Econômicas’ do município. O documento é uma prévia das etapas e regras para a retomada das atividades econômicas e apresenta as métricas que nortearão a decisão de avanço ou retrocesso das “ondas” de reabertura.

Assim, a reabertura dos estabelecimentos está condicionada a 3 métricas de avaliação da retomada gradual das atividades econômicas são condicionadas ao constante monitoramento e avaliação dos indicadores de saúde: 1) disponibilidade das equipes de profissionais de saúde em atuação, equipamentos em operação e insumos nas unidades hospitalares; 2) taxa de ocupação de leitos COVID UTI; e 3) avaliação da curva epidemiológica.

“O planejamento traz uma perspectiva para os empresários e trabalhadores. No dia 6 de maio, vamos reavaliar as três métricas apresentadas e a Secretaria de Saúde vai emitir a primeira nota técnica. Toda a implementação das ondas está condicionada a essa avaliação e autorização dos técnicos da Saúde. Vamos fazer a nossa parte também: manter as medidas de higiene e distanciamento, usar máscaras e só sair quando necessário. Essas medidas são determinantes para conter o avanço da pandemia e para que possamos chegar aos índices que nos permitam avançar para a retomada gradual das atividades e da nossa rotina. É preciso cautela e responsabilidade, e tenho certeza de que venceremos juntos esse desafio”, comentou o Prefeito Vinicius Claussen.

A reabertura, quando for possível acontecerá por ondas, de acordo com o esquema abaixo e obedecendo às regras descritas no documento anexo:

1ª Onda

Retorno das atividades na Prefeitura Municipal de Teresópolis, comércio varejista (lojas de rua), prestadores de serviço, restaurantes, lanchonetes e bares, Feirinha do Alto, Mercado Popular, prédios comerciais, locais religiosos e liberadas as atividades esportivas individuais ao ar livre.

2ª Onda

Retomada das atividades esportivas ao ar livre coletivas, mantendo o distanciamento, estúdios de atividades físicas de atendimento individual, centro comercial Shopping Mall e galerias comerciais.

3ª Onda

Reabertura de clubes, academias, eventos coletivos, cinema, teatro, museus, casas de festas e eventos, parques, atividades físicas em academias, com regras específicas sem aulas coletivas, escolas, faculdades, cursos profissionalizantes, hotelaria (com limitação do número de usuários).

Alvará Combate COVID-19

Os estabelecimentos autorizados nas ondas deverão fazer uma Autodeclaração dando ciência das regras coletivas e assumindo o compromisso em cumpri-las. Tal procedimento GRATUITO será automatizado em plataforma online da Prefeitura e já está sendo exigido das empresas com atividades essenciais, já autorizadas a funcionar. Em seguida, será emitido o Alvará Combate COVID-19, que deverá ser impresso e exposto em todos os acessos aos negócios acompanhado do Informativo Gabinete de Crise da Prefeitura de Teresópolis.

Tal informativo do Gabinete de Crise trará a campanha ‘Pra Cima Terê’, o telefone para denúncias, as regras de convivência coletivas e um QR Code com link para o Portal Gabinete de Crise – Informativo. A fiscalização será compartilhada com a população que poderá denunciar motivando os agentes públicos. A Gestão Municipal ampliou as equipes de fiscalização e, em caso de descumprimento das novas regras, o estabelecimento está sujeito à suspensão do Alvará COVID-19

GT “Pra Cima Terê”

Criado pelo Executivo Municipal, o Grupo de Trabalho ‘Pra Cima Terê’ é uma das ações do Gabinete de Crise para combate aos efeitos econômicos da COVID-19. O grupo está desenvolvendo estratégias para ampliar a empregabilidade do teresopolitano e estimular a contratação de mão de obra local, especialmente das pessoas em vulnerabilidade social.

O GT é formado pelas Secretarias Municipais da Prefeitura que atuam em conjunto com a sociedade civil organizada e representantes dos setores econômicos municipais. 

Anexos: