‘Cultura de Raiz’ comemora 10 anos com artistas populares, corais infantis e fãs do projeto

A manhã deste domingo (7) foi animada na Casa de Cultura Adolpho Bloch, em Araras, com auditório lotado para celebrar os 10 anos de criação do projetoCultura de Raiz’. Com produção e apresentação da servidora municipal Eliana Resende, cenário e sonografia de Iremilton Souza e Igor Queiroz, o encontro aconteceu em um cenário típico de roça, com decoração especial para comemorar a data.

“Foi um momento especial de celebração. Tivemos a colaboração de vários amigos da Cultura e, é claro, a participação dos nossos queridos artistas e de um público fiel, que acompanha as edições mensais do projeto. Parabéns ao Cultura de Raiz”, felicitou a secretária municipal de Cultura, Cléo Jordão.

Artistas populares que participam do evento praticamente desde que ele foi lançado e professores do Polo Teresópolis da Escola de Música Villa-Lobos subiram ao palco para homenagear a música popular de raiz. Entre eles, a repentista Wanda Pinheiro.

A comemoração contou com a participação especial dos jovens integrantes do Coral da Escola George March, sob regência da maestrina Célia Seabra, e do Coral Vocal do Grêmio Musical Paquequer, coordenado pela maestrina Sônia Bruno Soriano.

Destaque para a Família Rosa, com o patriarca Edson na sanfona, Bombril na percussão e Deliano no vocal, com o melhor da música do homem do campo. Teve até homenagem à cantora Clara Nunes, feita por Lycia Maria, acompanhada por Rubens Tavares.

Criado pela Prefeitura, através Secretaria Municipal de Cultura, visando à valorização da música do homem do campo e o resgate dos artistas populares, o ‘Cultura de Raiz’ segue o formato de programa de auditório, em cenário tipicamente do interior. Contação de causos, declamação de poesias e moda de viola, entre outros ritmos, movimentam as apresentações, que acontecem entre os meses de fevereiro a dezembro, sempre no primeiro domingo do mês, com entrada franca.

Foto: Divulgação

Fechar Menu
Skip to content