Beneficência Portuguesa começa a fazer consultas e cirurgias ortopédicas pelo SUS

Beneficência Portuguesa começa a fazer consultas e cirurgias ortopédicas pelo SUS

Até o fim de março, UPA ainda atenderá pacientes de Ortopedia

Desde esta quarta-feira (13), o hospital Beneficência Portuguesa, na Ermitage, tem uma ala funcionando 24 horas, com consultório médico, salas de gesso e de Raio-X e centro cirúrgico específicos para pacientes do SUS na especialidade de Ortopedia de baixa e média complexidade. Para tanto, conta com cerca de 20 profissionais especializados.

“Estamos trazendo serviços de Ortopedia e também nas áreas de Otorrinolaringologia, de Urologia e Clínica Médica. Pretendemos zerar a fila de pacientes que esperam para serem atendidos. Encontramos uma equipe nova de ortopedistas contratados, uma reveladora de raio X digital, que melhora e dá celeridade aos procedimentos. Isso vai fazer muita diferença na saúde pública”, enalteceu o Prefeito Vinicius Claussen, que acompanhou o primeiro dia de atendimento.

Para o diretor tesoureiro da Beneficência Portuguesa, Paulo Ribeiro, a iniciativa dá maior resolutividade e melhora o atendimento à população. “Teremos uma agilidade maior para este paciente, pois em até três dias estaremos prontos para fazer as cirurgias que se fizerem necessárias. Todos os setores estão prontos e organizados”, garantiu.

Acesso e primeiro atendimento

A Prefeitura está tomando providências para facilitar o acesso de pacientes à Beneficência Portuguesa, no bairro Ermitage. “Solicitamos à Viação Dedo de Deus mais linhas regulares para atender os bairros e a Beneficência Portuguesa”, adiantou o Prefeito.

Uma das primeiras pacientes a serem atendidas no novo setor foi a adolescente Iasmin, com uma luxação no joelho. A mãe dela, a lavradora Silvia Maia, aprovou. É ótimo ter atendimento num espaço novo e com toda atenção médica. O atendimento é completo”, elogiou.

Ortopedia na UPA até final de março

Até o fim de março, o atendimento de Ortopedia será feito também na UPA 24 Horas, no Bom Retiro. A partir de abril, pacientes da especialidade serão atendidos exclusivamente na Beneficência. Para o secretário de Saúde, a medida só traz benefícios para a população e a transição do serviço será tranqüila.

“Na UPA, o paciente dá entrada, por exemplo, com uma fratura e é imobilizado. Depois, é encaminhado para o ambulatório do UNIFESO ou do Hospital das Clínicas, para aguardar consulta médica. Na Beneficência Portuguesa, o paciente dará entrada e terá atendimento completo, com raio x, imobilização e consulta médica e, caso precise, será operado no hospital. A UPA não tem centro cirúrgico”, explicou Antonio Henrique Vasconcellos.

“É um grande avanço para desafogar a UPA, que faz de 40 a 50 atendimentos só de ortopedia. E nem tem centro cirúrgico para esses pacientes. A partir de agora, eles passam a ser atendidos numa unidade hospitalar com cirurgia e internação garantidas”, concluiu Demétrio Arbex, diretor médico da UPA de Teresópolis.

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: