Teresópolis resgata Festa das Colônias

Teresópolis resgata Festa das Colônias

Evento tem previsão de acontecer em outubro 

Representantes da Secretaria de Cultura e das colônias portuguesa, italiana, espanhola, israelita e libanesa conversam sobre o retorno da Festa das Colônias e a criação do Museu do Colono
Representantes da Secretaria de Cultura e das colônias portuguesa, italiana, espanhola, israelita e libanesa conversam sobre o retorno da Festa das Colônias e a criação do Museu do Colono

Representantes da Secretaria de Cultura e das colônias portuguesa, italiana, espanhola, israelita e libanesa se reuniram na Prefeitura, nesta quarta, 3, para falar sobre o retorno da Festa das Colônias e a criação do Museu do Colono de Teresópolis. A previsão é de que a festa aconteça em outubro deste ano e que faça parte do calendário de eventos do município.

“A gente está tentando resgatar tudo que Teresópolis teve de bom e que se perdeu e a Festa das Colônias é uma dessas ações. Além disso, queremos criar o Museu do Colono, que vai contar um pouco da história da cidade e todo esse grupo de pessoas, das mais variadas partes do mundo, compõe cidadania do povo de Teresópolis”, destacou o secretário de Cultura, Márcio de Paula, frisando que a festa será aberta à participação de todas as colônias existentes na cidade.

Os participantes da reunião comentaram sobre os benefícios da volta do evento para a cidade. “O retorno da festa vai ser um marco no âmbito cultural. Além disso, na parte turística certamente vai acrescentar muito. Lembrando sempre que Teresópolis já apresentou esse tipo de característica cultural e sempre foi um sucesso”, afirmou Humberto Longobardi de Vilhena, representante da Colônia Italiana.

O diretor social da Casa de Portugal, Aroldo Esteves, também apoia a iniciativa. “É bastante interessante a ideia de voltar a fazer a Festa das Colônias porque vai ajudar a cidade tanto culturalmente quanto financeiramente. Vai movimentar hotéis, comércio em geral. O clube está de portas abertas para participar desse evento”.

A libanesa Jô Ghazale Ribeiro também acredita na iniciativa. “Cerca de 20 anos atrás, eu participei desse evento e acho esse retorno espetacular, pois Teresópolis tem uma miscigenação imensa. Além de estimular a vinda de mais turistas, a festa vai promover maior intercâmbio entre os moradores, trazendo mais alegria para Teresópolis, que é uma cidade que merece ser feliz”.

A próxima reunião do grupo está agendada para o dia 11 de agosto, às 19h,  na Casa de Portugal. Na ocasião, os representantes das colônias vão apresentar o material que possuem sobre o histórico de suas famílias para a montagem do museu.

Fotos: Ascom/PMT

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: