Secretaria de Saúde aponta dados de Zika, Dengue e Chikungunya em Teresópolis

Secretaria de Saúde aponta dados de Zika, Dengue e Chikungunya em Teresópolis

No período de 01 de janeiro a 08 de maio de 2019, Teresópolis registrou 23 casos de Febre de ChiKungunya, nenhum de Dengue, nem de Zika. As três patologias possuem o mosquito Aedes Aegypti como vetor comum no ciclo de transmissão.

Em Teresópolis, ações de educação em saúde têm sido realizadas em várias comunidades, destacando aquelas em que os casos mostraram-se mais preocupantes, como foi o caso da Quinta Lebrão.

A investigação dessas doenças é iniciada, tão logo haja suspeita, por profissionais do serviço de assistência, apoiados pela vigilância epidemiológica e acompanhados nas unidades de saúde.

De acordo com os dados, Teresópolis está em  situação de alerta, o que leva a Secretaria de Saúde a intensificar as ações de controle e prevenção dessas doenças, conforme o Plano de Enfrentamento elaborado pelas áreas técnicas competentes.

No período de 01 de janeiro a 08 de maio de 2019, o quadro de Teresópolis se apresenta desta forma:

Agravo Casos Notificados* Casos confirmados**
Dengue 32 0
Zika vírus 07 0
Febre de ChiKungunya 132 23
Febre Amarela 0 0
Total 171 23

Uma maneira eficiente de controle desse tipo de patologia é a ação “10 minutos podem salvar vidas”, que propõe a sociedade participar, com medidas simples e efetivas de controle das arboviroses. A ação conjunta da sociedade com o poder público deve acontecer simultaneamente.

A ação propõe a cada cidadão, checar semanalmente os locais indicados no desenho abaixo, onde o mosquito costuma colocar seus ovos, e marcar as ações já realizadas no período. Em apenas 10 minutos podemos afastar o perigo de adoecimento, para nossa família e para toda a comunidade.

O ciclo de vida do Aedes aegypti, o mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya, leva cerca de 7 a 10 dias. Assim, se você verificar e eliminar os criadouros uma vez por semana podemos interromper seu ciclo de vida e evitar o nascimento de novos mosquitos.

Clique Aqui e acesse o anexo INFORMAÇÃO EM SAÚDE – ARBOVIROSES

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: