PREVENÇÃO: ORIENTADORAS PEDAGÓGICAS FAZEM CURSO DE PRIMEIROS SOCORROS

PREVENÇÃO: ORIENTADORAS PEDAGÓGICAS FAZEM CURSO DE PRIMEIROS SOCORROS

Com o tema ‘Atitudes que salvam vidas’, foi realizado nesta sexta (19), na Prefeitura, o primeiro treinamento básico de primeiros socorros para as orientadoras pedagógicas de escolas e creches municipais. 

Com duração de três horas, o curso foi ministrado por Eliandro Maurat. Ele repassou noções básicas de como prestar os primeiros atendimentos de suporte de vida em caso de acidente ou mal súbito. “Em casos de incidentes podem ser tomadas algumas iniciativas, mas é preciso conhecimento, habilidade e atitude. E é um pouco disso que estamos passando. Nossa atitude salva vidas”, assinalou. 

Esta é mais uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação para a formação continuada dos educadores da rede de ensino. Além disso, a medida atende a Lei Municipal 3.588/2017, que torna obrigatório o curso de prevenção de acidentes e primeiros socorros nas escolas e creches do município, públicas e privadas. 

Também cumpre a ‘Lei Lucas’, aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal em setembro de 2018, com a mesma determinação. A lei leva o nome do menino Lucas Begalli Zamora de Souza, de 10 anos, que no ano passado morreu engasgado com um cachorro quente durante uma excursão escolar. 

Autor do projeto de propagação de boas práticas cidadãs para crianças, Eliandro Maurat também é diretor do portal de jogos educativos ‘Clubinho Salva-vidas’, criado para conscientizar o público infantil sobre os problemas do trânsito. “Além desse treinamento básico, vamos oferecer à Secretaria de Educação, de forma gratuita, todo o material pedagógico com o qual os professores poderão trabalhar em sala de aula as ferramentas educativas, com jogos e desenhos animados”, informou. 

Segundo Alba Valéria Ferreira, chefe do Setor de Educação Infantil da Secretaria de Educação, novos cursos já estão em preparação. “Esse é o primeiro momento com toda a rede. Porém, já tem 14 creches que vão receber o curso prático nas unidades. Precisamos ter noção básica do que fazer no primeiro momento, no caso de um acidente, para depois chamar o socorro especializado”, comentou. 

Fotos: Jorge Maravilha

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: