Prefeitura de Teresópolis apoia iniciativa do Governo do Estado em defesa dos animais

You are currently viewing Prefeitura de Teresópolis apoia iniciativa do Governo do Estado em defesa dos animais
Compartilhar:

Agora é lei! Corridas de cachorros estão proibidas no RJ. O decreto publicado na última semana é uma forma de evitar maus-tratos contra animais, principalmente cães da raça galgo, os mais usados neste tipo de atividade.

Segundo o Conselho Regional de Medicina Veterinária, além de estarem sujeitos a inúmeras lesões, os animais, geralmente, são submetidos a diversos tipos de maus-tratos, como confinamento em recintos estreitos e uso de drogas estimulantes que podem levar à morte.

O decreto deixa claro que a proibição vale para todo o tipo de corrida com cães, independentemente da raça do animal, havendo aposta ou não. Para denunciar, você pode entrar em contato com a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, pelo 190, ou por meio da linha verde do Ibama, no 0800 61 80 80.

Proteção Animal em Teresópolis

Em Teresópolis, a gestão do Prefeito Vinicius Claussen instituiu a COPBEA (Coordenadoria de Proteção e Bem-estar Animal). Vinculado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o setor implementou a Política Municipal de Proteção e Bem-estar Animal e o Sistema Municipal de Proteção e Bem-estar Animal.

São realizadas ações para verificação de denúncias de maus-tratos e abandono de animais e providência das medidas necessárias quando constata a veracidade da denúncia; promoção de campanhas ligadas ao assunto, como a campanha online para adoção dos animais resgatados de maus tratos e abandono no CTA (Centro de Triagem Animal) adoção de animais https://www.facebook.com/PrefeituraTeresopolisOficial/posts/2667381439978534. Os interessados podem entrar em contato com o telefone 2742-7763 ou pelo e-mail copbea@teresopolis.rj.gov.br, para agendar uma visita e conhecer o animal pessoalmente.

Denúncias de maus-tratos e abandono de animais podem ser feitas pelo telefone da Ouvidoria Geral da Prefeitura, 2742-8761, ou pelo aplicativo eOuve. Todas serão encaminhadas à COPBEA.