GRUPO DE TERESÓPOLIS É O PRIMEIRO DO BRASIL A RECEBER CERTIFICAÇÃO FEDERAL DE CONFORMIDADE ORGÂNICA PELO INT

GRUPO DE TERESÓPOLIS É O PRIMEIRO DO BRASIL A RECEBER CERTIFICAÇÃO FEDERAL DE CONFORMIDADE ORGÂNICA PELO INT
Subsecretário Nacional de Agricultura Familiar, Humberto Pereira, com o grupo de agricultores certificados

Instituto Nacional de Tecnologia é o certificador oficial do INMETRO 

Oito produtores rurais de Teresópolis receberam nesta segunda-feira (3), certificados de Conformidade Orgânica do Instituto Nacional de Tecnologia (INT). O órgão é ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, Inovação e Comunicações e certificador acreditado pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Todos são agricultores familiares integrantes do Grupo Nativo Orgânicos e foram os primeiros do Brasil a receber este tipo de certificação do INT.

A “Certificação por Auditoria para a Promoção e o Desenvolvimento da Agricultura Familiar Orgânica no Brasil” é um programa de parceria entre o INT e a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), ligado à Casa Civil da Presidência da República. Ela mostra que o agricultor segue todas as normas determinadas a nível nacional para a produção de orgânicos. As propriedades foram visitadas e vistoriadas e, graças à certificação, os agricultores poderão, inclusive, fornecer alimentos para a merenda escolar cobrando até 30% acima do preço básico praticado.

A cerimônia de entrega das certificações contou com a participação do Subsecretário Nacional de Agricultura Familiar, Humberto Pereira, da SEAD/DF (Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário); Marco Pavarino, Coordenador de Agroecologia e Produção Sustentável – SEAD/DF; Danielle Christian Ribeiro Barros, Delegada Federal da SEAD no Estado do Rio de Janeiro; Elisa Furtado Madi, Chefe Substituta da Divisão de Certificação do INT no Rio de Janeiro; Marcos Belo, Supervisor Regional da Emater-Rio; Monique Lopes Pereira Silva, do Escritório Local da Emater-Rio; e do Subsecretário de Agricultura de Teresópolis, Fernando Mendes, entre outras autoridades.

De acordo com o Subsecretário da SEAD, Humberto Pereira, a certificação mostra todo o cuidado dos diversos níveis governamentais em promover a melhoria da qualidade da alimentação. Ele informou que existem outros agricultores de Teresópolis em processo de certificação e que o projeto segue para outros estados e municípios.

O Rio foi o primeiro estado e Teresópolis, a primeira cidade. “Nosso objetivo é colocar cada vez mais produtos orgânicos da agricultura familiar na merenda escolar. Pretendemos também desenvolver o turismo rural nessas propriedades para mostrar como os orgânicos são produzidos. Hoje já existe uma demanda por alimentação mais saudável e, com a ajuda do governo, poderemos deixar os orgânicos acessíveis a uma parcela maior da população”, concluiu.

Valdecir de Oliveira, que produz orgânicos há oito anos e meio, em Santa Rita, no 2º. Distrito de Teresópolis, foi um dos agricultores certificados. Segundo ele, a certificação é uma espécie de compensação por todo o trabalho realizado, porque mostra que os produtos têm qualidade, procedência e fazem bem ao consumidor. “A certificação é de agricultura orgânica familiar. Primeiro, a gente produz para a nossa família. A  gente vende o excedente e o que as pessoas compram é o mesmo que está na mesa lá de casa”, disse, orgulhoso.

Fotos: Jorge Maravilha

Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: