Campanha ‘Proteja e Salve Vidas’ entrega 550 cestas da agricultura familiar para pessoas em extrema vulnerabilidade social

You are currently viewing Campanha ‘Proteja e Salve Vidas’ entrega 550 cestas da agricultura familiar para pessoas em extrema vulnerabilidade social
Fotos: Bruno Nepomuceno
Compartilhar:

Meta é distribuir 1.100 cestas de alimentos

O Prefeito Vinicius Claussen participou nesta terça-feira, 25/05, de mais uma entrega de cestas de alimentos da agricultura familiar. Numa parceria da Prefeitura com a Emater-Rio, a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento e a Fundação Banco do Brasil, a entrega de 550 cestas aconteceu no CRAS Alto, localizado no centro da cidade. A distribuição foi acompanhada pelos vereadores Diego Barbosa e Paulinho Nogueira.

“Estamos atendendo, via Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, mais de 500 famílias, seguindo um critério social bem rígido para alcançar pessoas em extrema pobreza para que as cestas de alimentos cheguem a quem realmente precisa. Essa é outra face da pandemia, onde nosso governo tem trabalhado muito para promover novos empregos e assistir as famílias contra a fome. Vamos juntos vencer a pandemia e todos os seus efeitos danosos”, pontuou o prefeito Vinicius Claussen.

Foram atendidas famílias inscritas no CadÚnico – cadastro de programas sociais e federais – em extrema vulnerabilidade social referenciadas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município em mais uma etapa da campanha ‘Proteja e Salve Vidas – Juntos Podemos Transformar Realidades’, de apoio à agricultura familiar.

A iniciativa teve início no dia 17 de maio, em Pessegueiros, no 2º Distrito, e seguiu no dia 18, em Bonsucesso, no 3º Distrito, e no CRAS Alto. A meta final da campanha é distribuir 1.100 cestas de alimentos. “Estamos complementando o trabalho iniciado na semana passada e auxiliando as famílias em extrema pobreza. Essa cesta vai trazer um alívio nesse momento tão difícil em que vivemos”, comentou Valdeck Amaral, secretário de Desenvolvimento Social.

Além de alimentos não perecíveis, adquiridos no comércio de Teresópolis, as cestas foram compostas por ovos, leite, manteiga, melado, farinha, legumes, verduras e frutas de produtores rurais que recebem assistência técnica da Emater-Rio. “Essa ação nos permite apoiar agricultores familiares de vários municípios. Legumes, verduras e ovos são de produtores rurais de Teresópolis. O leite integral é de uma cooperativa de Barra Mansa e a manteiga veio do município de Carmo. O melado é de produtores do Noroeste Fluminense e a farinha veio de agricultores familiares de São Francisco de Itabapoana”, relatou Monique Lopes, do Escritório Local da Emater-Rio.

Chegar ao fim do mês e receber uma cesta de alimentos tão completa faz a diferença na vida das famílias atendidas. “Significa muito, né, porque muitas das vezes a gente não tem dinheiro pra comprar as coisas”, disse Ana Cláudia Fernandes Silva. “Vai socorrer nossa família”, comentou Vania Fernandes de Lima, moradora do Rosário. “Conheço muita gente que perdeu o emprego e família que diminuiu a renda. Essa cesta chega num momento abençoado pra gente”, concluiu Jane Feitosa da Silva, moradora na Beira Linha.

A ação

A campanha de ajuda humanitária ‘Proteja e Salve Vidas – Juntos Podemos Transformar Realidades’ completa um ano e reforça o apoio à agricultura familiar. Uma ação de contenção à pandemia do novo coronavírus – COVID-19 e de garantia da segurança social promovida por meio da parceria entre a Fundação Banco do Brasil e parceiros e a Emater-Rio (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro), vinculada à Secretaria de Estado Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, com o apoio das Prefeituras de Teresópolis e de Nova Friburgo.

Englobando agricultores fornecedores dos produtos e centenas de pessoas envolvidas no processo de produção, a campanha visa ao fortalecimento da capacidade operacional e espírito de coletividade da CoopVieira (Cooperativa Agrícola Capacitação e Geração de Renda da Microbacia Rio Vieira) e da APROLUC (Associação de Moradores e Pequenos Produtores Rurais da Microbacia Hidrográfica de Lúcios e Comunidades Vizinhas), tendo como meta a doação de 1.100 cestas de alimentos e produtos da agricultura familiar em Teresópolis e de outras 1.100 cestas em Nova Friburgo.

Fotos: Bruno Nepomuceno